09 a 12 de Julho / 2020

MÍDIAS SOCIAIS

Protesto dos suinocultores na Feagro | Feagro 2020

NOTÍCIA



Notícias     >   Protesto dos suinocultores na Feagro

Protesto dos suinocultores na Feagro

A Feagro mais uma vez é palco de um manifesto dos suinocultores catarinenses. Temendo o sucateamento da atividade, o protesto traz um caixão e uma faixa com as inscrições: "Não seja cúmplice pela morte dos nossos suinocultores".
De acordo com o manifesto feito pela Associação Catarinense dos Criadores de Suínos, os suinocultores estão cada vez mais desesperançosos com a situação, que se agrava a cada dia. "Desde a realização da audiência pública realizada no dia 4 de abril, na Assembleia Legislativa do Estado, no dia 6 de abril, no Ministério da Agricultura e no dia 28 de abril, no Senado, nada mudou sobre as propostas anunciadas, com isso, a situação se agravou", comentou Losivanio Luiz de Lorenzi, presidente da ACCS, durante a abertura oficial da Feagro.
Segundo ele, os suinocultores precisam, urgentemente, que a cota de milho da Conab aumente de seis para 27 toneladas por produtor, que o PIS/Confins seja liberado para importação de milho do Mercosul, que haja tratamento igualitário com os estados do Rio Grande do Sul e Paraná na alíquota de ICMS, linha de crédito para retenção de matrizes, sendo que a garantia deve ser a matriz e o refinanciamento das dívidas. "Sem o cumprimento desta pauta, os suinocultores podem perder a produção", alerta Losivanio.
Em 2012, a ACCS, através da Feagro, surpreendeu o país ao apresentar cruzes pretas ao invés de expor os suínos. O protesto impactou, chamando a atenção do alto escalão político, e poucos dias depois, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - da época, Mendes Ribeiro Filho, convocou uma audiência em Brasília, para tratar sobre a crise do setor produtivo.
Conforme Adir Engel, presidente da Feagro e da ACCS -Regional Sul, um dado é preocupante em Braço do Norte: o número de propriedade granjas é 204, porém, apenas 133 estão em atividade, sendo que 71 estão fechadas. A atividade movimenta, no município, mais de R$ 210 milhões.

Pavilhão da suinocultura e museu

Este ano é possível encontrar uma galeria de fotos e dados sobre a suinocultura de Braço do Norte. O Museu da Suinocultura, montado por Adir Engel, com a colaboração de diversas pessoas, é um resgate histórico da atividade. "Além disso, contém dados atualizados sobre a suinocultura braçonortense", destaca Adir.

Desenvolvido por BG Studio | © 2016 Feagro